Nossa Equipe

Alexandra Joy Forman & Octavio di Leo se conheceram no bairro da Urca. As suas histórias já se alinhavam e se enterlaçaram variás vezes pelos 30 anos de experiência profissional e internacional em gestão e organização de projetos, produção radiofônica, televisão e editorial, e na captação de histórias por meio da escrita de vida e documentários. São docentes, e desenvolvem currículos para escolas, e propostas em educação não-formal. Coletam histórias pessoais, institucionais e de comunidades para disseminação em podcasts, livros e filmes. Já viveram e trabalharam nos Estados Unidos, Alemanha, República Tcheca, Itália, Espanha, Timor-Leste, Argentina e Brasil. Conversam nos três idiomas prevalecentes do continente. São formados na pós-graduação pela Yale University.

Alexandra Joy Forman é pesquisadora e escritora especializada em histórias pessoais, graduada em literatura comparada e estudos brasileiros pela Brown University e mestre em fotografia pela Yale School of Art (EUA). É autora de Tall, Slim & Erect: Portraits of the Presidents (Les Figues Press, 2012), uma biografia de ficção conceitual, e redigiu diversos artigos sobre a arte de escrever memórias para a Associação de Personal Historians (EUA), tendo fundado e dirigido na América Latina uma representação desta instituição. Alexandra também atua como tradutora de literatura. Dentre suas versões mais recentes é Saga of Brutes de Ana Paula Maia (Dalkey Archive Press, 2017), e Fluxo-floema da Hilda Hilst (Nightboat Books, 2018). Em 2017 fundou o Urca Institute, instituição da qual é presidente. Alexandra vive no Rio de Janeiro desde 2008.

Octavio di Leo é historiador oral, diretor e produtor, Doutor em Literatura pela Yale University (EUA) e Mestre em Literatura Latino-Americana pela mesma universidade. Com 15 anos de experiência como professor e diretor acadêmico, ajudou a projetar mais de 100 programas de estudo e implementou currículos em escolas e cursos dos EUA, Alemanha, Espanha, Argentina e Brasil. Dirigiu o Institute for the International Education of Students (IES Abroad) em Roma, Barcelona e no Rio de Janeiro. Apresentou o programa de notícias para Deutsche Welle TV em Berlin e foi tradutor e jornalista em Barcelona. Utiliza o audiovisual como instrumento didático de sensibilização para a cidadania e para a formação de redes. Dirigiu e produziu os documentários longa-metragem Stolica (2013), os curtas Travessia (2015) e Jogo Bonito (2017). Atualmente produz Medalha de Ouro, longa-documentário sobre a seleção brasileira de Futebol de 5. Argentino radicado no Brasil desde 2012, co-fundador do Urca Institute, instituição da qual é diretor.