Alexandra Joy Forman, co-fundadora, é pesquisadora e escritora especializada em histórias pessoais, graduada em literatura comparada e estudos brasileiros pela Brown University e mestre em fotografia pela Yale School of Art (EUA). É autora de Tall, Slim & Erect: Portraits of the Presidents (Les Figues Press, 2012), uma biografia de ficção conceitual, e redigiu diversos artigos sobre a arte de escrever memórias para a Associação de Personal Historians (EUA), tendo fundado e dirigido na América Latina uma representação desta instituição. Alexandra também atua como tradutora de literatura. Dentre suas versões mais recentes é Fluxo Floema da Hilda Hilst (Nightboat Books, 2018); e Saga of Brutes de Ana Paula Maia (Dalkey Archive Press, 2017). Em 2017 fundou o Urca Institute, instituição da qual é presidente. Alexandra vive no Rio de Janeiro desde 2008.

Octavio di Leo, argentino radicado no Brasil desde 2012, co-fundador do Urca Institute, é doutor em Literatura pela Yale University (EUA) e Mestre em Literatura Latino-Americana pela mesma universidade. Dirigiu o Institute for the International Education of Students (IES Abroad) em Roma, Barcelona e no Rio de Janeiro. Produziu os documentários longa-metragem Stolica (2013), e as curtas Travessia (2015) e Jogo Bonito (2017).

Rodrigo Veloso, diretor de projetos e comunicação, ativista pelos direitos humanos, estudou relações internacionais e filosofia, trabalhou com comunicação digital, na organização da marcha da maconha no Rio, atualmente é coordenador da frente LGBT no estado do RJ e colunista eventual em portais da internet, como o Jornalistas Livres e o Diários do Centro do Mundo, onde escreve sobre temas relativos à justiça social. Carioca do subúrbio, filho de pai judeu e mãe católica, tem dois irmãos e da aulas de surfe, aos domingos, para adolescentes em situação de acolhimento. A avó dele foi moradora da Urca e o pai professor de educação fisica no Forte São João.

Juan Pablo Culasso Alonso, gravador de som ambiental e sound designer, é especialista em registro de aves. Cego de nascença, nos ensina a enxergar 360°. Uruguaio que já morou 12 anos no brasil, foi o vencedor do Super Cérebros, um programa latino-americano emitido pela Natgeo, onde ele ganhou 45.000 dólares identificando o som de 15 aves. Ficou conhecido em 1994 depois de fazer uma publicidade para a Fundação Braille com sua célebre frase “Vai, vai, disse a tartaruga . . .”

Cristiana Giustino, gerenciamento financeiro-administrativo para o Lei Rouanet, atua na fase de desenvolvimento de projetos–á desenvolveu e colaborou à realização de mais de 60 iniciativas culturais e institucionais no Brasil e no exterior–, também trabalha nas fases de produção (gerenciamento financeiro-administrativo e assistência à produção) e pós-produção (avaliações e relatórios). Para empresas patrocinadoras, oferece consultoria em utilização de leis de incentivo e formulação de editais de cultura..

Liris Ramos de Souza, transcriptionist.

Nosso conselho

Nosso conselho consultivo é formado por líderes ativos em vários campos e segmentos para aconselhar nossa diretoria e equipe. Temos o maior respeito pelo trabalho que fazem e pela orientação e ideias que emprestam ao instituto para cumprir nossa missão.

Admiral José Luiz Corrêa da Silva

Leona Shluger Forman

Vera Saboya

Andre Vallias

Sandro Laina

João Pedro Portinari Leão

Conselho Financeiro

Cintia Zatz 

Simone Rodrigues

Frederico Dutra